DEVEMOS INFRENTAR "AQUELES QUE CONTAM MENTIRAS SOBRE A HISTÓRIA

http://alessandromartinsdepaula.blogspot.com/
Devemos enfrentar "aqueles que contam mentiras sobre a história" e pretendem negar o Holocausto."Existem aqueles que insistem que o Holocausto nunca ocorreu, aqueles que praticam toda forma de intolerância: racismo, antissemitismo, homofobia, xenofobia, sexismo e outras." Não podemos permitir de maneira nenhuma, "que falastrões ditadores implantem a charia pelo mundo" afora, a seu gosto próprio.
O povo judeu por todo o mundo afora, decidiu impedir que o Holocausto seja jamais esquecido, para que com sua lembrança, fique assegurado que o mundo não permitirá jamais que torne a acontecer com os judeus ou com qualquer outro povo ou grupo na Terra. Sei que as fotos nos chocam, "mas uma sociedade que não se lembra do seu passado, está condenada a repeti-lo novamente." Não podemos deixar que nossa memória caia no esquecimento, NÓS SEMPRE NOS LEMBRAREMOS, para "que nenhum neo-nazista, na contra-mão da história negue o fato", o testemunho visual é muito importante. Principalmente agora com a vinda do ditador do Irã: Ahmadinejad ao Brasil, este falastrão nega o Holocausto e prega publicamente a destruição de Israel. MAS NÓS JAMAIS NOS ESQUECEREMOS!!



















"Se nós esquecermos dos guetos, dos campos de extermínio, das perseguições, das matanças, estamos abatendo os mártires com o derradeiro e mais cruel dos golpes: o esquecimento." Max Nahmias.




















"A mensagem era constante e incansável. Os judeus foram acusados de serem idólatras, assassinos e apóstatas; foram rotulados como mentirosos, enganadores, portadores de doenças, demoníacos, malignos, desprezíveis e parasitas. Joseph Goebbels, ministro de Hitler para o Esclarecimento Nacional e Propaganda, afirmou: "A essência da propaganda é ganhar as pessoas para uma idéia de forma tão sincera, com tal vitalidade, que, no final, elas sucumbam a essa idéia completamente, de modo a nunca mais escaparem dela."






















"Em 1939, o exército alemão invadiu a Polônia e deu início ao que se tornaria a Segunda Guerra Mundial. Durante os seis anos de guerra,foram assassinados pelos nazistas aproximadamente 6.000.000 de judeus, incluindo 1.500.000 crianças, representando um terço do povo judeu naquela época. Áustria: 50.000, 27%; França: 77.230, 22%; Alemanha: 134.500 a 141.500, 25%; Hungria: 550.000 a 569.000, 68%; Holanda: 100.000, 71%; Polônia: 2,9 milhões a 3 milhões, 90%; União Soviética: 1 milhão a 1,1 milhão, 35%. Esses números representam estimativas do total de judeus mortos no Holocausto nesses países. Quando a fumaça da Segunda Guerra Mundial baixou, um terço dos judeus do mundo, dois terços do judaísmo da Europa, tinha sido morto naquilo que os nazistas chamaram de "solução final", o último passo num programa em três etapas: expulsar, confinar e matar o povo judeu."























Hoje nos perguntamos, como pode uma barbárie desta acontecer? Porém tudo comessou com um louco, como este ditador do Irã: Ahmadinejad, que nega o Holocausto e prega publicamente a aniquilação do Estado Judeu. Os discursos de Hitler e as incitações de Goebbels (ministro da Propaganda nazista) contra os judeus conduziram à violência do Holocausto.

















Hitler disse: "Diga mentiras grandes; diga-as de forma simples, repita-as constantemente, tantas vezes quantas você puder, até que as pessoas comecem a acreditar no que você está dizendo."






























"Livra-me, Senhor, do homem perverso, guarda-me do homem violento, cujo coração maquina iniqüidades e vive forjando contendas. Aguçam a língua como a serpente; sob os lábios têm veneno de áspide" Salmo 140.1e3. "Não concedas, Senhor, ao ímpio os seus desejos; não permitas que vingue o seu mau propósito" Salmo 140.8. "Se exaltam a cabeça os que me cercam, cubra-os a maldade dos seus lábios. Caiam sobre eles brasas vivas, sejam atirados ao fogo, lançados em abismos para que não mais se levantem. O caluniador não se estabelecerá na terra; ao homem violento, o mal o perseguirá com golpe sobre golpe" Salmo 140.9-11. "Sei que o Senhor manterá a causa do oprimido e o direito do necessitado. Assim, os justos renderão graças ao teu nome; os retos habitarão na tua presença" Salmo 140.12-13.


















Nós repudiamos e lamentamos a atitude do Presidente Lula, da sua desastrosa política externa através do Sr Celso Amorim, que fas jus ao política petralha, que só faz acordos com países que não tem nenhum compromisso com a Liberdade, com respeito aos Direitos Humanos e com a Democracia. A atitude do Governo do Brasil na ONU, diante dos massacres em Darfur é repugnante e deplorável e alinha-o as nações ditatoriais e totalitárias sem respeito algum a liberdade e direito do ser humano. O Governo petralha foi eleito através da Democracia no Brasil, agora olhando seus pares de esquerda na América Latina, vê Hugo Chaves se perpetuar no poder e sonha com algo parecido. Este convite, ao ditador Ahmadinejad para vir ao Brasil, inclusive falo ditador porque este homen foi eleito de uma outra-forma qualquer que não podemos dizer de maneira nenhuma que é Democrática, vai na contra mão dos valores da República Democrática do Brasil e da sua constituição: que fala do respeito ha divercidade dos povos, do direito da pessoa humana, indiferente da cor, raça, religião ou sexo. Que o estado é Laico, não pode de maneira nenhuma, violar o direito da privacidade dos cidadão deste país.
Oque este governo esta fazendo, como se diz aqui no Brasil, e dando um tiro-a-culatra, traduzindo, um tiro no própio pé. Abraços e saudações a todos e que a Shalom do Eterno habite em vossos corações!

Convite a todos amigos e irmãos:

TERRORISTA NO BRASIL, NÃO!

Não podemos nos calar com a visita do presidente do Irã ao Brasil.
DIA 15 DE NOVEMBRO AS 15:30HS NA PRAÇA DOS ARCOS (Final da Av. Angélica em São Paulo)
Vista se de branco.
Traga sua bandeira do Brasil e no dia da República vamos mostrar,
que a visita de um terrorista não é bem vinda em um país Democrático
que respeita as minorias e os Direitos Humanos. Participem!

Convite da Juventude Judaica Organizada.


Share:

Juan 6: 68-69

Juan 6: 68-69